Loading...

Páginas

terça-feira, 16 de março de 2010

Será que perdemos a doçura?

Hoje um amigo me falou algo que mexeu substancialmente comigo. Ele afirmou que possivelmente a Igreja Evangélica Brasileira tenha perdido a doçura. Confesso que essa afirmação levou-me a um profundo estado de reflexão, cujas questões, desde então, têm ecoado insistentemente em meu coração e ouvidos.

Será que o fato de combatermos com veemência as discrepâncias e aberrações teólogicas do nosso tempo, tem nos tornado insensíveis? Será que nos tornamos um tipo de "ciborg espiritual" onde pressupostos ideológicos sempre prevalecem sobre a vida? Será que por desejarmos apaixonadamente que a verdade prevaleça sobre a mentira nos transformamos em fariseus da pós-modernidade? Será que a firmeza dos valores cristãos impôs uma ditatura despótica sobre a doçura? Será que é possível sermos firmes e doces ao mesmo tempo sem contudo negociarmos os valores do Evangelho do Senhor Jesus?

Pois é, a afirmação feita pelo meu amigo me levou a pensar que ainda que necessitemos ser firmes diante das loucuras e aberrações teológicas deste tempo, em momento algum devemos abandonar a doçura, porque caso contrário corremos sérios riscos de nos transformarmos em fariseus da pós-modernidade.

Pense nisso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário