Loading...

Páginas

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Dilma Rousseff, o Partido dos Trabalhadores e a discriminalização do aborto

Acabei de assistir um vídeo onde a candidata do PT a Presidência da República a Sra. Dilma Rousseff, juntamente com o seu partido político, defendem abertamente a discriminalização do aborto. (Veja o video: http://www.youtube.com/watch?v=4cJZZzWysN4&feature=player_embedded).
Confesso que somente em pensar na existência de pessoas que defendem um crime tão hediondo como este, sou tomado por uma enorme e substancial angústia. Sinceramente, não consigo imaginar, nem tampouco concordar com a defesa inescrupulosa de comportamentos deste tipo. Ora, a vida humana é um dom de Deus, e não há nada mais criminoso e mais anti-cristão do que o aborto. Afirmo sem a menor sombra de dúvidas que toda e qualquer tentativa de aborto afronta diretamente o Criador e Senhor de todas as coisas.

Isto posto pergunto: por acaso não foi a Dilma que afirmou publicamente que desejava ser a mãe do Brasil? Não foi ela que demonstrou o mais doce "espirito maternal" ao manifestar o desejo em cuidar da população brasileira de forma caridosa? Ué? Sinceramente eu não entendo isso. Confesso que tenho uma enorme dificuldade em compreender que tipo de mãe é essa que mata seus filhos?

Como bem afirma o artigo 3º da Declaração Universal dos Direitos do Homem : “todo o indivíduo tem direito à vida”. Pois é, como cristãos devemos nos comprometer com a vida e não com a morte!

Eu creio nisso!

Viva a vida!

Renato Vargens

Nenhum comentário:

Postar um comentário