Loading...

Páginas

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Cristo morreu para que tivéssemos vida

A Bíblia nos ensina que todos os homens são pecadores e, por isso, sujeitos à morte física e espiritual. (Rm 3:23; 6:23) As Escrituras também afirmam que “o pecado entrou no mundo por um homem, e pelo pecado a morte, assim também a morte veio a todos os homens, porque todos pecaram” (Rm 5.12). O pecado é o causador da separação entre os homens e Deus. O profeta Isaías declarou: “Mas as vossas iniqüidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que não vos ouça” (Is 59.2). Que tristeza! Tanto a morte física quanto a morte espiritual constituem a grande tragédia da humanidade.

Mas louvado seja o nome do Senhor que enviou o seu Filho Jesus para morrer na Cruz do Calvário assumindo o lugar que nos pertencia, levando sobre si todas as nossas iniquidades. Bendito seja o nome do Cordeiro de Deus que entregou sua vida pelos eleitos, redimindo-os e remindo-os de todas as sua iniquidades escrevendo os seus nomes no livro da vida. Exaltado seja Jesus, que por graça, infinita e maravilhosa graça nos amou, salvando-nos da ira vindoura.

Caro leitor, a luz desta gloriosa doutrina rogo ao Senhor que possa despertar em nossos corações atitudes de louvor e gratidão, a fim de que expressemos continuamente o nosso amor pelo Pai, por ter Ele entregue o seu Filho e por ter Cristo suportado o castigo que merecíamos por nossos pecados.

Aleluia! Por Cristo e não por obras fomos Salvos! Por causa do seu Sangue derramado na Cruz do Calvário é que temos a vida eterna. Que graça maravilhosa! A Ele a honra, a glória e o poder pelos séculos dos séculos, amém!

Nenhum comentário:

Postar um comentário